Presidente da Argentina visita Portugal nos dias 9 e 10 de maio
presidente da argentina de visita a portugal

O Presidente argentino estará reunido com o Presidente da República e o primeiro-ministro. Os dois países procuram impulsionar a ratificação do acordo UE-Mercosul.

O Presidente argentino Alberto Fernández estará em Portugal em 9 e 10 de maio para reuniões com o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa e com o primeiro-ministro António Costa no contexto das Presidências do Mercosul e da União Europeia. A viagem do Presidente argentino incluirá Espanha, França e Itália, sendo Portugal a primeira escala europeia.

O Presidente Alberto Fernández partirá neste sábado à noite (de Buenos Aires) para iniciar uma deslocação pela Europa. O primeiro destino será Portugal, onde, no mesmo dia da sua chegada, domingo, terá uma reunião com o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa. No dia seguinte, a comitiva participará num almoço oferecido pelo primeiro-ministro, António Costa”, anunciou o governo argentino em comunicado.

A Casa Rosada (sede do governo) ainda trabalha num encontro entre Alberto Fernández com empresários portugueses na Embaixada argentina. A comitiva argentina integra o ministro dos Negócios Estrangeiros, Felipe Solá, e o ministro da Economia, Martín Guzmán, além de três secretários de Estado.

A viagem de Alberto Fernández a Portugal acontece no contexto das respetivas Presidências pro tempore do Mercosul e da União Europeia, durante as quais tanto a Argentina quanto Portugal procuram impulsionar a ratificação do acordo UE-Mercosul que cria a maior zona de comércio livre do mundo.

Além disso, em 2021, comemora-se o bicentenário de uma decisão estratégica entre os dois Estados: em 28 de julho de 1821, Portugal foi o primeiro país a reconhecer a independência da Argentina, declarada em 9 de Julho de 1816.

O comerciante português João Manuel de Figueiredo, primeiro representante diplomático de Portugal em Buenos Aires, entregou as suas cartas credenciais como agente de relações comerciais, reconhecendo, imediatamente, a Independência da Argentina por parte de Portugal.

Apesar desse vínculo histórico, Alberto Fernández é o segundo Presidente argentino a viajar Portugal no contexto de uma visita bilateral. O anterior tinha sido Fernando De La Rúa em novembro de 2001. As presenças dos demais Presidentes argentinos em Portugal aconteceram durante Cimeiras.

A viagem a Portugal tem sido gerida ao longo dos últimos 10 dias, mas chegou a ser suspensa nos dias 03 e 04 de maio devido a uma crise interna na coligação do governo argentino e do aumento de casos na Argentina no contexto da pandemia de Covid-19.

De Portugal, o Presidente argentino seguirá para Espanha, onde, na terça-feira, terá encontros com o Rei Felipe VI e com o primeiro-ministro Pedro Sánchez.

Na quarta-feira, em França, com uma reunião com o Presidente francês Emmanuel Macron, começa o maior objetivo da viagem de Alberto Fernández: a Argentina precisa de um acordo que adie o vencimento de 2.400 milhões de dólares (1.900 milhões de euros), parcela da dívida com o Clube de Paris que vence neste mês.

O Argentina não conta com dinheiro suficiente para enfrentar esse pagamento, mas o Clube de Paris condiciona um refinanciamento a um prévio acordo financeiro com o Fundo Monetário Internacional com o qual ainda se está longe de um entendimento.

Na quinta-feira, o Presidente argentino terá uma reunião com o Papa Francisco no Vaticano. De nacionalidade argentina, o Papa tem ajudado as autoridades de Buenos Aires nas gestões com os líderes dos principais sócios do FMI. No mesmo dia, Alberto Fernández terá encontros com o Presidente da Itália, Sergio Mattarella, e com o primeiro-ministro, Mario Draghi.

Fonte: Agência Lusa

Comments
All comments.
Comments

Ao continuar a usar o site, você concorda com o uso de cookies. Mais Informação

As configurações de cookies deste site estão definidas para "permitir cookies" para oferecer a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar as configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, estará concordando com isso.

Fechar