Apoiantes de Trump invadem Capitólio norte-americano
mw 860 1

O mayor de Washington D.C. ordenou o recolher obrigatório na cidade.

Milhares de apoiantes de Donald Trump derrubaram esta quarta-feira a barreira de segurança no Capitólio, em Washingtone invadiram o Congresso norte-americano, numa altura em que decorria o debate para a certificação dos resultados das eleições presidenciais.

Os apoiantes de Trump, reunidos em Washington num protesto contra a vitória de Joe Biden, tentaram assim travar o processo, instigados pelo ainda Presidente norte-americano, que esta quarta-feira voltou a recusar reconhecer a derrota:

“Estamos presos a um presidente que perdeu as eleições por muitos votos e temos de viver com isso por mais quatro anos.”

Trump pediu aos manifestantes para se dirigirem para o Capitólio e fazer ouvir a sua voz, em protesto do que considera ser uma “fraude eleitoral”.

Os manifestantes obedeceram ao comando do Presidente cessante e dirigiram-se para o Capitólio, tendo mesmo forçado a oposição da polícia, que tentou impedir a sua entrada no edifício.

O chefe dos senadores democratas no Congresso falou numa “tentativa de golpe de estado”.

A sessão de certificação dos resultados das eleições presidenciais foi interrompida devido aos distúrbios e o edifício evacuado pelas autoridades por questões de segurança.

As imagens divulgadas pelos media locais mostram os apoiantes de Trump em confrontos com as autoridades:

MAYOR DE WASHINGTON DECRETA RECOLHER OBRIGATÓRIO

O presidente da Câmara de Washington D.C. ordenou esta quarta-feira recolher obrigatório e o Capitólio fechou as portas, depois dos incidentes.

A polícia do Capitólio pediu ajuda a outras forças policiais para lidar com os milhares de manifestantes.

De acordo com a Lusa, o presidente da Câmara de Washington ordenou o recolher obrigatório a partir das 18:00 (23:00 em Lisboa), para ajudar no esforço das forças de segurança para conter os milhares de manifestantes que se concentraram no Capitólio.

As forças de segurança deram máscaras anti-gás aos legisladores que estavam em trabalho e começaram a evacuar a Câmara de Representantes e o Senado, tentando também retirar das instalações o vice-Presidente, Mike Pence, que liderava a sessão de contagem de votos. Um embrulho suspeito foi também retirado da área do capitólio, segundo as autoridades.

TRUMP REAGE NO TWITTER

O ainda Presidente norte-americano pediu aos seus apoiantes para que acedam às ordens da polícia do Capitólio e das forças de segurança e apelou para se manterem pacíficos.

“Por favor apoiem a nossa Polícia do Capitólio e as forças de segurança. Eles estão verdadeiramente do lado do nosso País. Mantenham-se pacíficos!,” escreveu Trump.

“MIKE PENCE NÃO TEM QUALQUER CAPACIDADE LEGAL DE RECUSAR A CERTIFICAÇÃO DOS VOTOS”

Donald Trump tem pressionado Mike Pence, vice-presidente e presidente por inerência do Senado, para que “faça a coisa certa”. O vice-Presidente dos Estados Unidos disse que não tem o poder para rejeitar os votos eleitorais.

No Twitter, Trump afirmou que Mike Pence não teve coragem para fazer o que devia ter feito para proteger o país e a Constituição. Luís Costa Ribas explica que Pence não tem qualquer possibilidade, nem capacidade legal, de recusar a certificação dos votos.

“Donald Trump é a última pessoa que deve falar do que constituiu representar a Constituição”, aponta o comentador da SIC, que explica, ao pormenor, para que serve esta sessão no Capitólio.

Fonte : SIC

Comments
All comments.
Comments

Ao continuar a usar o site, você concorda com o uso de cookies. Mais Informação

As configurações de cookies deste site estão definidas para "permitir cookies" para oferecer a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar as configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, estará concordando com isso.

Fechar