UE insiste que empresas europeias poderiam substituir Huawei na rede 5G
cbb3311502f0481a52c7b11e0101d19e142a1fe1

Empresas europeias Nokia e Ericsson podem fornecer à União Europeia tudo o que precisa para desenvolver infraestrutura 5G se a empresa chinesa Huawei for deixada de lado por razões de segurança, informou a Comissão Europeia na sexta-feira.

Três empresas oferecem soluções completas para o 5G: Nokia da Finlândia, Ericsson da Suécia e Huawei da China, disse uma autoridade europeia, que queria permanecer anónima.

Outros, como a Samsung, da Coreia, e a ZTE da China, oferecem soluções “para parte da rede”, acrescentou o funcionário.

A segurança deve vir em primeiro lugar na Europa, disse a Comissão em um relatório publicado na sexta-feira.

“É mais importante do que nunca garantir um alto nível de segurança ao implantar redes 5G na UE, em vista das crescentes necessidades de infraestrutura digital em nossas economias”, disse o comissário do Mercado Interno, Thierry Breton.

“Em cooperação com os Estados Membros, estamos comprometidos em implementar medidas coordenadas e confiáveis, não apenas para garantir a cibersegurança do 5G, mas também para fortalecer nossa autonomia tecnológica”, acrescentou ele em comunicado.

“A integridade das redes de telecomunicações é a pedra angular de uma arquitectura segura em todos os Estados-Membros”, disse o ministro do Interior da Alemanha, Horst Seehofer.

A União Europeia deve “identificar fornecedores de alto risco”, afirmou a Comissão Europeia.

Mas a Huawei disse que pode ser confiável.

“Não somos um recém-chegado na Europa, estamos aqui e somos um parceiro de confiança na Europa há quase 20 anos”, disse à Euronews Abraham Liu, Representante Chefe da Huawei na UE.

“As autoridades da Europa, os políticos, devem ter confiança suficiente em suas próprias autoridades e em seus próprios operadores, que são os principais operadores do mundo e possuem os padrões de segurança cibernética de primeira classe e os especialistas do sector”, acrescentou.

O Reino Unido, que deixou a UE este ano, disse em 15 de Julho que retiraria sua rede 5G de todos os equipamentos produzidos pela Huawei, citando temores de segurança.

A compra de novos equipamentos da Huawei será proibida após 31 de dezembro de 2020 e os equipamentos existentes terão que ser retirados até 2027, disse o governo britânico.

A decisão foi bem recebida pelo governo dos EUA e denunciada como “politizada” por Pequim.

Nokia e Ericsson disseram que poderão substituir o grupo chinês no Reino Unido.

Fonte: euronews.com

Comments
All comments.
Comments

Ao continuar a usar o site, você concorda com o uso de cookies. Mais Informação

As configurações de cookies deste site estão definidas para "permitir cookies" para oferecer a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar as configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, estará concordando com isso.

Fechar