Isto vai doer! Alarmes do Brexit tocam enquanto Lagarde faz previsão sombria para a UE

A União Europeia enfrentaria mais problemas económicos se a Grã-Bretanha abandonasse o bloco sem um acordo comercial no final do ano, alertou o Banco Central Europeu.

Christine Lagarde, sua presidente, disse que Bruxelas teria que reavaliar seu modelo de negócios para recuperar os estragos causados pela pandemia de coronavírus e a saída da Grã-Bretanha do mercado único e da união aduaneira. A francesa alertou que isso pode atingir países fortemente dependentes de seus mercados de exportação, como a Alemanha. O bloco já enfrenta um desafio significativo depois de ficar à beira da pior recessão desde a Segunda Guerra Mundial, depois que os governos fecharam grandes porções da economia para impedir a propagação do COVID-19.

Lagarde disse que a pandemia teria um impacto duradouro no comércio global, o que afectará os países dependentes de exportação da UE.

“Todo o conjunto de modelos de relacionamento e negócios dos países terá que ser revisto”, disse.

“Os países não podem ser dirigidos e apoiados exclusivamente por comércio e comércio.”

Mas numa entrevista ao Financial Times, a chefe do BCE sinalizou que uma possível revisão das cadeias de suprimentos globais teria um impacto duradouro na UE.

“É bem possível que essa crise em particular transforme nossa percepção de globalização, proximidade, cadeias de suprimentos curtas e controle sobre o destino”, disse ela.

E os problemas económicos do bloco poderiam ser ainda mais exasperados se Boris Johnson tirar a Grã-Bretanha do mercado único e da união aduaneira sem um acordo comercial.

Lagarde acrescentou: “Como um reforçará o outro, não sei, mas eles estão caminhando na mesma direcção, o que não é fácil”.

Hoje Bruxelas alertou que as negociações do Brexit desta semana haviam terminado sem avanços e “divergências significativas” entre os dois lados.

Michel Barnier, principal negociador do Brexit da UE, viajou para Londres para conhecer seu colega britânico como parte do processo acelerado.

Um porta-voz da Comissão Europeia disse: “A UE está engajando de forma construtiva e de boa fé, como Michel Barnier apontou no início desta semana.

“Estamos trabalhando duro para superar as divergências significativas que permanecem entre nós.”

David Frost, o principal negociador do primeiro-ministro com o bloco, viajará a Bruxelas mais uma vez.

O fracasso em acabar com o impasse ocorre depois que Johnson alertou Angela Merkel, da Alemanha, de que a Grã-Bretanha iria embora se as negociações comerciais se arrastassem para o outono.

Merkel alertou o bloco para aumentar os preparativos para o não acordo após a discussão com o primeiro-ministro.

“Concordamos com o Reino Unido em acelerar o ritmo das negociações. Continuarei pressionando por uma boa solução, mas também devemos nos preparar para a possibilidade de um cenário de não acordo”.

Os dois lados farão sua primeira ronda de negociações em Londres em 20 de Julho.

Fonte: www.express.co.uk

Comments
All comments.
Comments

Ao continuar a usar o site, você concorda com o uso de cookies. Mais Informação

As configurações de cookies deste site estão definidas para "permitir cookies" para oferecer a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar as configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, estará concordando com isso.

Fechar